Para que serve o código de barras em embalagens?

Tempo de leitura: 6 minutos

Para gerenciar o seu negócio, você deve adotar uma série de medidas. Entre elas, destacamos aqui o código de barras em embalagens, que serve para controlar o estoque e, ao mesmo tempo, aumentar a segurança do estabelecimento contra furtos. Antes de implementar esse tipo de medida no seu estabelecimento, você precisa conhecer um pouco mais sobre o tema.

Neste post, você vai saber a definição de código de barras e entender como ele realmente funciona. Além disso, vamos explicar como você pode adquiri-lo e quais são as determinações legais que regulam a prática. Por fim, falaremos sobre os principais tipos de códigos de barras existentes no mercado. Vamos começar?

Saiba o que é código de barras e como funciona a sua leitura

Todos os produtos de consumo duráveis, como alimentos, remédios e outros itens que compramos no dia a dia, devem apresentar o código barras. Apesar de estar bastante presente em nossa vida, você já se questionou como ele opera?

Pois bem, o código de barras funciona a partir de um complexo sistema de classificação, criado a partir da combinação numérica presente na lista de etiquetas, de forma que não haja repetição na numeração de nenhum produto.

Para fazer essa combinação numérica, os códigos de barra utilizam a lógica de computação mais usual, que é o código binário 0 e 1 para a formação de dados e informações. A sequência de 0 e 1 informa a descrição do produto baseada em dados consultados pelo equipamento leitor, que, normalmente, é um computador. Contudo, com o avanço da tecnologia, isso pode ser feito até mesmo com um smartphone.

O código de barras é formado por uma divisão em 95 partes de tamanhos iguais, em um conjunto de listras brancas ou pretas. O smartphone ou o computador leem o código e identificam as informações contidas nas colunas com zero para as listas brancas e um para as listas pretas. Ao final, resulta um número de 95 dígitos que identifica cada produto existente.

Assim como as demais informações contidas no rótulo da embalagem, como informação nutricional, o código de barras deve estar em um local visível e adequado.

Veja como adquirir um código de barras

O primeiro passo para adquirir um código de barras para os seus produtos é se associar ao GS1 do Brasil, que é uma associação que organiza e desenvolve padrões de identificação de produtos. Além disso, ela oferece o EPC/RFID — o EPC é o código eletrônico do produto, já o RFID permite a identificação do GTIN (sequência numérica localizada abaixo do código de barras).

Para fazer a filiação ao GS1, você deve acessar o site da associação e efetuá-la online, definindo-se entre Pessoa Física ou Jurídica. Os documentos necessários para tal são o CPF ou o CNPJ.

Outras informações relevantes sobre as empresas, como o motivo da filiação, área de atuação, tipo do produto e quantidade oferecida, também são necessárias. O envio da documentação deve ser feito por meio dos correios, fax ou e-mail. Após a análise da documentação, caso sua requisição seja aprovada, você receberá um e-mail com um boleto que, após ser pago, lhe permite seguir os passos seguintes, que são:

  • criação e identificação dos itens comerciais;

  • escolha do tipo de código de barras;

  • gerenciamento do código de barras.

Conheça as principais regulamentações a respeito dos códigos de barras nas embalagens

Todo o processo de requisitar e inserir o código de barras nos produtos da sua empresa deve seguir o Decreto Federal Nº 90.595 de 1984, que regula e dá diretrizes a respeito do assunto. O decreto regula, por exemplo, os documentos que devem ser entregues de acordo com a natureza jurídica de quem faz a requisição. Veja abaixo quais são eles.

Pessoa Jurídica

  • CNPJ;

  • extrato do Simples Nacional;

  • faturamento anual da empresa;

  • registro Y540;

  • ECF — Escrituração Contábil Fiscal;

  • contrato social da empresa.

Artesão e produtor rural

  • RG;

  • CPF;

  • IRPF — Declaração de Imposto de Renda de Pessoa Física;

  • comprovante de endereço;

  • registro na inscrição da entidade de classe;

  • comprovante do valor declarado como faturamento anual do negócio.

Empresário individual

  • CPF;

  • CNPJ;

  • RG;

  • registro Y540

  • comprovante do valor declarado do faturamento anual da empresa;

  • extrato do Simples Nacional;

  • ECF;

  • declaração de firma individual

Saiba quais são os principais tipos de código de barras

EAN

É o código mais simples, e por conta disso, é o mais utilizado em código de vendas. Apresenta uma sequência numérica de 13 dígitos, na maioria dos casos. Ele pode ser usado para controle interno ou paras as vendas, pois essa categoria de código de barras armazena dados sobre a numeração do lote ou unidade. Assim como o ISBN, (código voltado para livros) esse código apresenta subdivisões.

Databar

O databar é utilizado principalmente em produtos como verduras, legumes e frutas, além de outros itens pequenos, como joias, cosméticos, ferramentas, entre outros. O datar consegue armazenar dados sobre prazos de validade, o que permite que o gerente do negócio tenha maior controle sobre a qualidade dos produtos a serem vendidos na loja.

UPC

Esse tipo de código de barras é muito utilizado na identificação de mercadorias no Canadá e nos Estados Unidos. Apresenta uma sequência de 12 números e é usado em pontos de vendas. Entre as suas principais vantagens, destacamos a do produto ser aceito em toda a América do Norte, o que abre portas.

Entretanto, não é um código interessante para se utilizar no Brasil, exceto se a intenção da sua empresa for fabricar produtos para exportação.

QR CODE

O QR código é uma variável do código de barras feita especialmente para dispositivos móveis, como os smartphones. Devido a isso, tem um padrão único bidimensional.

A leitura do código deve ser feita com leitores próprios, que redirecionam para uma página com informações sobre o produto ofertado. Como principal vantagem desse tipo de código de barras, destacamos que é possível fazer o armazenamento de uma quantidade maior de informações, facilitando o conhecimento do consumidor sobre o produto.

Sendo assim, o código de barras em embalagens é fundamental para você profissionalizar e fazer a gestão do seu negócio, organizando-o e tornando o controle do estoque mais seguro, o que aumenta a qualidade do serviço ofertado, conferindo ao seu negócio maior qualidade e valor agregado.

Agora que você já sabe como funciona o código de barras, assine a nossa newsletter e receba mais conteúdos relevantes como este em sua caixa de entrada!

Powered by Rock Convert