7 formas de aplicar uma gestão de qualidade na sua empresa

Tempo de leitura: 3 minutos

Entregar o maior valor possível para seus clientes, tanto internos quanto externos, é fundamental em qualquer negócio. É aí que entra o trabalho de gestão de qualidade, maximizando o desempenho da sua equipe, economizando tempo e entregando os melhores produtos dentro do prazo.

Existem várias maneiras de trabalhar o controle de qualidade dentro do seu negócio —muitas delas bem padronizadas e já testadas em outras organizações. Isso dará a você uma base sólida para começar e pode proporcionar ótimos resultados.

Para ajudá-lo nessa escolha, trouxemos aqui 7 exemplos de técnicas de gestão de qualidade que você pode adotar. Confira:

1. 5S

Trata-se de uma sigla japonesa, que significa: Seiri (utilização), Seiton (arrumação), Seiso (limpeza), Shitsuke (Disciplina) Seiketsu (higiene). A ideia desse método é seguir essas 5 diretrizes para organizar o ambiente de trabalho, melhorando o desempenho da equipe no processo.

2. Brainstorm

Traduzido livremente como “tempestade de ideias”, trata-se de uma conversa ou reunião em que todos discutem um conceito, exploram uma questão e tentam colocar o máximo possível de ideias sobre a mesa. O objetivo é obter várias opções que possam ser analisadas posteriormente, além de contribuir com vários pontos de vista no processo.

3. Diagrama de Pareto

Esse é um diagrama de barras usado pela gestão de qualidade para avaliar e comparar a frequência de determinados eventos e erros. Dessa forma, todos os problemas pelos quais a empresa passa podem ser priorizados com base em sua relevância e a velocidade com a qual podem ser resolvidos. Se um determinado defeito pode ser corrigido rapidamente, ele pode ser priorizado, mesmo que tenha baixo impacto.

4. Fluxograma

A ordem na qual as tarefas são realizadas faz toda a diferença no resultado final. Para otimizar seus investimentos de tempo, você pode usar um fluxograma que evidencie todas as suas tarefas e ajude-o a organizá-las melhor. Logo isso se refletirá na redução de tempo ocioso da sua produção e facilitará o cumprimento de prazos.

5. Seis Sigma

A letra grega Sigma é utilizada em estatísticas para representar frequências e desvios. No controle de qualidade, ela também é usada como uma escala de desvio em relação ao custo mínimo de um serviço. Quanto mais baixo for o nível de Sigma, maiores são o custo e o risco de perda. O objetivo desse método é chegar à classificação mais alta — 6-Sigma — que representa total otimização do seu trabalho.

6. Histogramas

É um gráfico de barras que foca em diversas características que a empresa tem, tanto positivas quanto negativas. Quanto mais frequente for o ponto em questão, maior será seu grau no gráfico. É uma ferramenta simples para avaliar desempenhos e repensar seus resultados.

7. 5W2H

Essa ferramenta é focada em um total de 7 perguntas:

  • Quem?

  • O que?

  • Quando?

  • Onde?

  • Por que?

  • Como?

  • Quanto?

Todas questões simples e diretas, que podem ser aplicadas a praticamente qualquer ação empresarial. Com esses dados, você pode garantir maior relevância para o seu trabalho.

Agora que você conhece essas técnicas, pode aplicar a melhor gestão de qualidade no seu trabalho. Tem mais alguma dúvida sobre o tema? Então deixe um comentário com sua pergunta e logo responderemos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *