Rebranding: entenda quando e por que mudar as embalagens

Tempo de leitura: 6 minutos

O branding tem um papel fundamental na construção de uma marca. Afinal, é por meio do conjunto de estratégias de comunicação que visam conquistar não só os consumidores, mas também stakeholders e colaboradores, que uma empresa consegue se posicionar como autoridade no mercado.

Mas, e quando fazer rebranding? Como identificar a necessidade de passar por esse processo? Pensando nessas questões, fizemos esse artigo sobre quando e por que mudar as embalagens de seus produtos e o papel do branding nesses casos. Confira!

Afinal, o que é rebranding?

Antes de definir exatamente o rebranding é importante deixar claro alguns aspectos do branding. Primeiro, o conjunto de estratégias não visa apenas a criação de um nome, design e a padronização dele. Branding é muito mais do que isso.

A melhor palavra para definir o branding seria: DNA. Isso quer dizer que está intrínseco nele a missão, visão, valores da empresa, bem como a identidade visual dela, posicionamento perante a sociedade, relacionamento com clientes, além de toda sorte de comunicação.

Logo, o rebranding pode ser definido como a necessidade de reformulação da marca, quando ela necessita de fortalecimento. Vários são os motivos, por isso, enumeraremos alguns dos principais:

  • a concorrência tem se destacado e deixado a sua empresa para trás em termos de venda, design, comunicação, entre outros;

  • existe algum tipo de associação negativa atrelada à sua marca, que tem diminuído a aderência do produto ao mercado;

  • o seu público-alvo está com dificuldades de se lembrar da sua marca, o que tem feito com que ele opte pelas opções dos concorrentes.

Quais as vantagens de fazer um rebranding?

O principal objetivo do rebranding é revitalizar a marca. Logo, ele precisa ser feito de maneira estratégica, já que pode envolver alguns aspectos, como design e posicionamento, ou mesmo reunir uma transformação completa, que vai desde a mudança de público-alvo até a repaginação do produto.

As empresas que optam por fazê-lo têm por base alguns benefícios, entre eles podemos citar:

Fortalecer o empreendimento

Nem sempre é fácil passar a mesma imagem tanto para o público interno quanto externo. No entanto, alinhar as estratégias é fundamental para fortalecer o empreendimento.

Logo, uma das principais vantagens do rebranding é justamente se posicionar com firmeza no mercado, destacando-se da concorrência como um todo, e fazer com que os clientes percebam esse valor como diferencial.

Uma embalagem, por exemplo, diz muito sobre como a empresa quer ser vista na sociedade, seu compromisso com o consumidor, até mesmo questões éticas. Afinal, se materiais sustentáveis são utilizados nas embalagens, isso mostra a preocupação da empresa com o meio ambiente.

Atualizar-se de acordo com o mercado

Sua empresa tem muito tempo de atuação? Ela está acompanhando as mudanças exigidas pelo mercado ou não passa por transformações há um bom tempo? Por mais tradicional que o seu negócio seja é preciso se atualizar para atender as exigências do consumidor atual.

O rebranding auxilia bastante nesse momento da empresa, inclusive, a conquistar novos públicos-alvo e conseguir conversar melhor com os formadores de opinião para não perder as oportunidades de negócios.

Diferenciar-se da concorrência

Como mencionamos, o benefício do rebranding está embasado na diferenciação da concorrência. Para evitar que os seus produtos se tornem commodities, fazendo com que os consumidores não saibam as diferenças entre a sua empresa e a do concorrente, é preciso encontrar um ponto de destaque.

Isso inclui desde uma embalagem mais funcional até uma comunicação diferenciada no PDV, que destaque os pacotes. Logo, é imprescindível fazer uma pesquisa de mercado com o consumidor para saber exatamente o que ele procura e que tipo de experiência ele espera ter com a aquisição daquele produto.

Mudar estrategicamente

Todo produto tem um ciclo de vida, bem como seu mercado-alvo padrão. No entanto, com a velocidade das transformações no mercado, a realidade não é imutável. É justamente nesse momento que será preciso rever o seu branding para poder avaliar a sua imagem.

Afinal, o que antes funcionava para a marca, pode não fazer mais sentido atualmente. É só olhar para uma embalagem que não oferecia praticidade para o consumidor, sendo que este é o principal atributo procurado por ele atualmente. Com o rebranding, a mudança acontece de forma estratégica, garantindo um retorno mais satisfatório à empresa.

Como identificar se a empresa precisa investir nessa estratégia?

Como mencionamos na introdução, existem várias maneiras de identificar a necessidade de investir em uma estratégia de rebranding. No caso das empresas de embalagens existem alguns sinais que justificam essa transformação.

Atender a uma demanda do público

Imagine a seguinte situação: o público passa a solicitar embalagens prontas para uso, que podem ser utilizadas tanto para o congelamento quanto levadas ao fogo.

No entanto, a sua empresa ainda não oferece essa funcionalidade, fazendo com que as pessoas escolham a concorrência, mesmo tendo em vista a qualidade superior do seu produto. Isso faz com que o rebranding, relacionado ao layout da embalagem, precise ser feito.

Trazer mais atratividade ao produto

Cores, elementos gráficos, material de confecção, tudo isso influencia diretamente na atratividade do produto.

Dê uma olhada nos seus principais concorrentes e observe o que eles estão fazendo. Provavelmente, os que têm se destacado valorizam o alimento ou produto que comercializam, além de deixarem informações claras para o consumidor nos rótulos.

Sobreviver ao mercado

O seu marketshare tem diminuído ao longo do tempo e você não sabe o porquê? Existem várias razões para isso, entre elas a embalagem, que influencia diretamente no preço final do produto, na qualidade e manutenção do sabor.

Por isso, é fundamental estar atento às novas tecnologias do mercado e sempre procurar introduzir aquelas que poderão garantir um custo menor e uma competitividade maior de preços. Aqui podemos incluir o uso de materiais mais firmes e que permitam um transporte com menores perdas.

Quando fazer rebranding? Muitas empresas ainda têm dúvidas sobre esse assunto e no nosso artigo procuramos mostrar alguns sinais que o ajudarão a fazer essa identificação, principalmente, no que diz respeito às embalagens. Como deu para perceber, essa é uma tarefa que exige bastante atenção, já que afeta a sua imagem no mercado.

E então, gostou do nosso artigo? Para continuar acompanhando as novidades sobre o assunto e outras informações da indústria, nos siga nas redes sociais. Estamos no Facebook e também no LinkedIn!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *