Millennials: entenda a relação das marcas com a geração do digital

Tempo de leitura: 7 minutos

Você já ouviu falar nos millennials? Provavelmente sim. No entanto, mesmo sendo um conceito bastante discutido, entender os comportamentos e o que esse público espera ainda é um desafio para as empresas. Pensando nisso, criamos um post com tudo o que você precisa saber sobre a geração da era digital e como trazê-la para perto da sua marca. Confira!

Quem são os millennials?

O termo “millennials” foi criado para definir uma faixa demográfica da população nascida entre os anos 80 e início dos 2000, mesmo alguns estudiosos divergindo sobre a exatidão dessas datas.

No contexto do mercado consumidor, o que diferencia essa geração — também chamada de Geração Y — das anteriores, os Baby Boomers e a Geração X, nascidos entre os anos 50 e 70, é a sua relação íntima com o mundo digital.

Parte deles já nasceu conectada e a outra utiliza a internet para realizar a maioria das atividades do dia a dia, para se comunicar e para consumir. Outra particularidade é a sua diversidade.

A Geração Y é considerada a mais diversa que já existiu, com pessoas de diferentes classes socioeconômicas e estados civis e atuando em distintas partes da indústria, desde o design criativo até a área de TI. Essa heterogeneidade exige das empresas uma visão bem focada para entender o que eles realmente querem.

O que eles querem das marcas?

O senso comum das notícias expandiu um conceito errado de que os millennials são formados apenas por consumidores muito jovens ou universitários recém-graduados, mas muitos integrantes dessa geração já estão chegando aos 40.

Para as empresas, essa abrangência pode parecer um pesadelo na criação de produtos e estratégias de marketing que podem funcionar para atraí-los. É importante ter em mente que cada consumidor tem expectativas únicas, que envolvem seu gosto pessoal, rotina e histórico de vida. No entanto, há algumas características nos millennials que podem ser usadas pelas empresas de maneira geral.

Eles não querem mais consumir um produto apenas, e sim saber de onde ele vem, quais valores cercaram a sua produção e os valores que a empresa que o criou está compartilhando com o mundo. Em resumo, o que mais a Geração Y busca ao se relacionar com uma marca é:

  • autenticidade;

  • inovação;

  • informação de qualidade;

  • experiência de compra inovadora;

  • maior interação;

  • eficiência na resolução de problemas;

  • possibilidade de comprar via mobile;

  • responsabilidade social.

Como atrair essa geração?

Os millennials, diferente de outras gerações, são mais críticos e exigentes e não querem perder tempo com empresas que não trazem a eficiência e a qualidade que eles buscam. Para não cair nessas armadilhas e perder espaço para a concorrência:

Marque presença online

Acabou-se o tempo em que os consumidores se interessavam apenas pelos produtos de uma marca. Cerca de 41% dos millennials querem interagir diretamente com ela, criando uma relação de proximidade e confiança, principalmente online, com as redes sociais e os chats de atendimento.

Para sobreviver no mercado, a sua empresa precisa marcar presença online, criando uma experiência de compra positiva no desktop e no mobile. No Brasil, por exemplo, o smartphone é o maior veículo de acesso à internet, de acordo com o IBGE.

É importante não apenas se inserir no espaço digital, mas falar com cada público da maneira certa. Quem usa o Facebook, por exemplo, tem uma linguagem bem diferente de quem está no Twitter. Como já citamos, millennials não são iguais, e para criar estratégias e produtos de qualidade a sua empresa precisa segmentar nichos.

Em vez de criar um segmento para o seu potencial cliente, como “jovens entre os 20 e 30 anos”, crie uma persona para ele, definindo também a profissão que ocupa, onde é possível encontrá-lo e, principalmente, quais são os seus objetivos.

Mude a sua estratégia de marketing

Segundo dados divulgados pelo Harvard Political Review, os millennials estão gastando 25 horas semanais navegando em sites, blogs e mídias sociais. Além disso, antes de consumir, eles querem algo em troca das empresas, apoiando aquelas que os educam com artigos, e-books, whitepapers e vídeos. Ou seja: conteúdo de qualidade.

Diante desse cenário, para os millennials, o marketing tradicional com anúncios de revista, spots de rádios e propagandas na TV perde espaço e dá lugar ao Inbound Marketing, focado no conteúdo online e na experiência do consumidor.

Foque a qualidade desse conteúdo

Não adianta oferecer informações irrelevantes, com abordagem narcisista ou que tenham como foco apenas ganhar uma venda. Os consumidores percebem e repudiam essa atitude. Millennials querem um conteúdo interessante e criado diretamente para eles.

Grandes nomes do mercado, como a MAC Cosméticos, apostam nisso. A empresa oferece tutoriais gratuitos de maquiagem no YouTube, dando aos consumidores um conhecimento difícil de encontrar e despertando o interesse nos seus produtos organicamente.

Seja autêntico

A autenticidade que os millennials buscam nas marcas deve vir refletida especialmente na criação dos seus produtos. Mesmo que a sua cadeia produtiva não tenha tanto espaço para inovação, é possível pensar fora da caixa e criar algo único.

Usando como exemplo o ramo alimentício, associar-se a produtores locais, investir no mercado orgânico, trazer produtos feitos sob medida para as necessidades pessoais (muitos consumidores são alérgicos à lactose, por exemplo) e desenvolver embalagens mais criativas são excelentes alternativas.

Estimule a colaboração

Outra maneira de tornar a sua empresa mais autêntica é estimular a colaboração do consumidor na produção dos seus produtos e serviços. Quando se trata dos millennials, eles querem estar envolvidos na cocriação do que vão consumir.

Isso pode acontecer por meio de pesquisas, de contato direto nas redes sociais ou até mesmo por intermédio de uma campanha publicitária que os convide a fazer sugestões. Essas atitudes estimulam o contato do consumidor com a empresa e a interação que eles buscam ao se conectar com uma marca.

Humanize a sua marca

Hoje, não é difícil encontrar grandes empresas envolvidas em campanhas e iniciativas de preservação ambiental, de conscientização e de assistência a comunidades mais carentes.

De acordo com estudo da prestadora de serviços em comunicação Initiative, 65% dos millennials se identificam mais com marcas que têm uma proposta que gere valor à sociedade. Em suma, millennials querem marcas com propósitos, que transformem o seu discurso positivo em uma missão, focando não apenas os lucros.

Sendo assim, humanize a sua marca, busque alternativas de responsabilidade social e ambiental no seu processo produtivo e, especialmente, leve essa cultura também a sua equipe, promovendo o bem-estar e o crescimento profissional dos seus colaboradores.

Crie uma conexão com o consumidor

Um erro grave das empresas é negligenciar o cliente no período pós-venda. Com os millennials, essa falha pode ser fatal, já que eles querem criar uma conexão com a marca que consomem e tendem a permanecer fiéis aos seus produtos à medida que vão envelhecendo.

Para estreitar esse relacionamento, trate-os como pessoas únicas e ofereça experiências personalizadas: um atendimento exclusivo voltado a suas dúvidas e problemas (e não apenas respostas prontas), pesquisas de satisfação, anúncios de acordo com as suas preferências nas redes sociais, descontos exclusivos e assim por diante.

O que você sabia sobre os millennials? Gostou das dicas? Então compartilhe este texto nas suas redes sociais e ajude os seus amigos a também entender essa nova geração!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *