Como criar uma boa identidade visual?

Tempo de leitura: 3 minutos

Toda marca tem uma essência, uma personalidade. A identidade visual é responsável por traduzir esses valores em construções gráficas para interagir com o seu público-alvo. É ela que vai tornar sua marca reconhecida no mercado, ajudando a atrair e fidelizar clientes.

Uma boa identidade visual é essencial para a comunicação do seu negócio. Quando bem concebida e estruturada, ela é uma ótima ferramenta! Quer saber como criar a sua?

Neste post, preparamos 6 passos para criar uma boa identidade visual. Confira!

1. Conheça o seu negócio

Já que a identidade visual é a tradução dos valores da sua empresa, o primeiro passo para criá-la é conhecer a fundo o seu negócio. Quais são os seus objetivos? Quais são as principais características que o diferenciam da concorrência?

É importante entender também como funciona a sua área e o mercado de atuação. Muitas vezes, questões sociais e geográficas têm grande influência na condução da comunicação empresarial.

2. Faça um estudo de formas

A partir das principais características do seu negócio e do mercado em que está inserido, é possível começar um estudo de símbolos e formas que representam a essência da sua marca.

Nesse ponto, é importante estar atento aos significados dos diferentes símbolos projetados. Alguns desenhos podem ter dupla interpretação ou até um aspecto ofensivo para diferentes públicos.

3. Defina a tipografia da sua identidade visual

Outro ponto importante a ser considerado na criação da identidade visual é a tipografia. O mercado oferece uma variedade quase infinita de fontes para o trabalho dos designers gráficos. Entretanto, não é qualquer uma que pode ser usada!

Cada fonte tem uma característica específica que está melhor relacionada a um ramo de atuação ou outro. Um escritório de advocacia, por exemplo, pede um visual mais sóbrio e seguro. Já um salão de festas infantis permite uma aparência divertida e alegre.

4. Analise e escolha as cores

A mesma diferenciação deve ser feita ao definir a cartela cromática da sua identidade visual. É preciso considerar o significado das cores para entender como elas impactarão seus clientes.

Seu gosto como indivíduo deve ser deixado totalmente de lado nesta etapa. O importante aqui é escolher cores que representem a essência do seu negócio e que sejam facilmente identificadas pelo público-alvo.

5. Desenvolva os projetos gráficos

Depois de definir todos os pontos anteriores, é hora de partir para o desenvolvimento do projeto gráfico em si. Para que uma identidade visual seja coerente, todos os aspectos de comunicação devem ser considerados.

É preciso criar os materiais de papelaria, sinalização interna, embalagens e uniformes. Além disso, a presença digital da sua marca também precisa ser orientada no mesmo sentido.

6. Produza com qualidade

De nada adianta projetar uma identidade visual perfeita se a produção dos itens for de baixa qualidade. Peças mal impressas, com materiais errados ou mal acabados colocam em risco a imagem da sua empresa.

Por isso, é preciso muito cuidado na hora de escolher os fornecedores. Busque sempre por empresas com experiência e boa reputação no mercado. Assim, você garante que tudo será entregue conforme o planejado.

Investir na identidade visual da sua empresa é uma atitude inteligente que ajudará a atrair clientes e consolidar a sua imagem. Com o apoio de profissionais qualificados para criar e produzir os materiais, seu negócio só tem a ganhar.

Gostou de saber mais sobre como criar uma boa identidade visual? Siga nossos perfis no Facebook e LinkedIn e fique sempre por dentro das novidades!