Quais são os principais tipos de embalagem? Descubra aqui

Tempo de leitura: 6 minutos

A embalagem é peça fundamental para que qualquer produto obtenha aceitação do público-alvo. Não é à toa que costumam ser cuidadosamente pensadas, objetivando o sucesso das mercadorias colocadas à venda.

Isto é, ao lançar um produto, as empresas precisam levar em consideração os tipos de embalagem que são ideais para acondicionar e apresentar o potencial do item, sempre atentando para aspectos sociais e culturais, além de fatores relacionados à facilidade de manipulação, de reciclagem e continuidade de fornecimento.

Enfim, a embalagem é muito importante na apresentação do produto ao cliente e diz muito sobre a marca e os esforços em atender as necessidades de quem compra.

Veja, a seguir, os principais tipos de embalagem e escolha a melhor opção para o seu negócio!

Papel e papelão

Os tipos de embalagem cuja composição se dá por meio de papel e papelão correspondem a um grupo bem abrangente, incluindo os sacos e papéis de embrulho. Em geral, se destacam pelas formas simples e pelo preço mais acessível.

As caixas e cartuchos feitos com papelão liso e também as caixas de papelão ondulado são amplamente utilizadas pelos mais variados segmentos da indústria de transformação, aquela que transforma matéria-prima em produto final/intermediário.

Além da simplicidade e baixo custo, a vantagem é que as embalagens de papel e de papelão podem ser moldadas em diversos formatos, sendo relativamente leves e demandando pouco espaço de acomodação. Mas como não resistem à água, várias técnicas foram elaboradas para otimizar o material.

Como é o caso dos papéis encerados e as caixas de papel cartão que se tornam mais resistentes à umidade, graças às camadas de polietileno.

Além dos benefícios destacados anteriormente, o papel e o papelão também são matérias-primas 100% biodegradáveis e recicláveis. Ou seja, além de otimizarem as operações no quesito orçamento, são ecologicamente corretas.

Plásticos

Os plásticos foram introduzidas no pós-guerra e contemplam, dentre outros itens, filmes, sacos, tubos, engradados e frascos. As embalagens de plástico têm como principal característica a leveza e a capacidade de serem moldadas em variados formatos.

Aqueles que mais se destacam no quesito embalagem são:

Polipropileno (PP)

Muito utilizado para moldar tampas, frascos pequenos, rótulos para garrafas de refrigerante, potes de margarina, dentre outros;

Poliestireno (PS)

Costuma ser utilizado tanto na forma transparente como na sua forma composta para a produção de utensílios domésticos de mesa e xícaras claras. Já na forma de espuma, o PS, normalmente, é empregado na fabricação de xícaras de bebidas quentes e também outros recipientes isolantes para alimentos, caixas para ovos e embalagens com características almofadadas;

Policloreto de Vinila (PVC)

Esse é um daqueles tipos de embalagem utilizados na fabricação de frascos rígidos e maleáveis, blister e filmes, e outras embalagens que necessitam de uma proteção maior.

A principal aplicação do PVC está na produção de bens duráveis, sendo usado em diferentes indústrias como na de cosméticos, produtos de limpeza, setor automobilístico, área médica, alimentícia, entre outros.

Polietileno tereftalato (PET)

O PET é usado, sobretudo, na produção de garrafas de refrigerantes e águas minerais.

Latas de aço

As latas de aço, cuja composição se dá por meio das folhas de aço (folha de flandres) são amplamente utilizadas em embalagens que contêm alimentos, bebidas, tintas e também produtos químicos. Tem como principal atributo atender às restrições de resistência, conformação, revestimento e acabamento.

Com a utilização de uma camada elástica oferece ainda mais proteção aos materiais acondicionados. Pois, ainda que seja elástica, essa espécie de película é altamente resistente às deformações.

Por exemplo, durante a colocação da tampa, a lata de aço sofre uma “deformação”, mas isso não gera qualquer prejuízo ao conteúdo.

E são essas propriedades flexíveis que viabilizam a produção de latas com o design diferente, como é o caso do leite condensado da Nestlé (Leite Moça), assegurando que, mesmo com a superfície “deformada”, o alimento não sofra nenhum tipo de contaminação.

Latas de alumínio

As latas feitas de alumínio são um bom exemplo de tipos de embalagem de metal não ferroso. Em geral, são utilizadas para acondicionar bebidas como cervejas, sucos, chás e refrigerantes.

A primeira lata de alumínio foi usada pela empresa Reynolds Metals Company, em 1963, nos EUA. Época em que serviu de embalagem de um refrigerante de cola diet de nome “Slenderella.” A Royal Crown também implementou a lata de alumínio em 1964 na sua produção, sendo seguida no ano 1967 pela Coca-Cola e pela Pepsi.

Tetra Pak

Dentre os mais famosos tipos de embalagem, o Tetra Pak figura como um dos mais conhecidos. É muito empregado nas indústrias de leite, nos produtos laticínios e no ramo de bebidas.

As embalagens de Tetra Pak são compostas de três materiais:

Papel-cartão

O papel-cartão é o principal material, ele oferece estabilidade, resistência e suavidade para a impressão de informações e rótulos.

Polietileno

O polietileno é um material que protege contra a umidade no lado de fora da embalagem e possibilita que o papel-cartão entre em aderência com a folha de alumínio.

Folha de alumínio

Já a folha de alumínio protege o alimento contra os efeitos do oxigênio e da luz, mantendo as características de valor nutricional e os aromas do alimento na embalagem, mesmo em temperaturas ambientes.

Embalagens laminadas

As embalagens conhecidas como laminadas são aquelas formadas pela união de dois ou mais materiais, como filme BOPP metalizado + adesivo + BOPP transparente.

Uma boa referência desses tipos de embalagem é o pacote de salgadinhos. Além dessa, muitos biscoitos, café, leite em pó, e outros produtos utilizam as embalagens laminadas.

Blister

O Blister, talvez, seja uma das embalagens menos conhecidas, todavia, a maioria das pessoas consome ou já consumiu produtos com esse tipo de embalagem. É formada por uma cartela suporte (cartão ou filme plástico), sobre o qual o item a ser comercializado é fixado.

Dentre os produtos que se valem desse tipo de acomodação, existem, por exemplo, os comprimidos, as pilhas, e até mesmo itens de cozinha como facas que são comercializadas nesse tipo de arranjo.

Conhecia todos esses tipos de embalagem? A variedade é mesmo muito grande, mas não se preocupe, se tiver dificuldades na escolha da melhor para o seu produto, basta deixar um comentário que iremos ajudá-lo!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *