Os sistemas de gestão empresarial para controle no setor de compras

Tempo de leitura: 3 minutos

Com o aumento da concorrência e da velocidade da informação, tornou-se cada vez mais difícil manter-se à frente no mercado. A globalização e a internet oferecem maiores recursos para tomada rápida de decisão, o que também aumenta os padrões esperados das grandes empresas.

Por isso, praticamente todas adotam os sistemas de gestão empresarial para coordenar suas atividades. Especialmente no setor de compras.

O que são e como estes sistemas funcionam?

Basicamente, estes são programas e metodologias que visam melhorar o desempenho da empresa. Eles envolvem o armazenamento e a análise de dados recolhidos ao longo das atividades da equipe e da empresa, que mais tarde serão utilizados na tomada de decisões.

No caso do setor de compras, os sistemas de gestão empresarial têm como função registrar todas as aquisições feitas pela empresa em determinado período. Coisas como o número de pedidos realizados, o tamanho do estoque, quais produtos possuem maior ou menor relevância no orçamento da empresa e assim por diante. E quanto melhor ele for utilizado, maiores serão seus efeitos positivos dentro da empresa.

Benefícios do sistema de gestão no setor de compras

A instalação desses sistemas não é feita sem um propósito. A adoção dessas ferramentas traz grandes benefícios para a empresa. Confira alguns deles:

1- Otimização das contas da empresa

Com o crescimento da concorrência, manter as margens de lucro é um desafio cada vez maior para todas as empresas. Garantir a relação custo-benefício dos produtos fornecidos é vital, especialmente naquelas que fazem compras em larga escala.

Se um produto custa R$10,00 a unidade, são compradas 1000 unidades e é encontrado um fornecedor que cobra R$9,00 pela mesma quantidade, foram economizados R$1000,00 por lote. Com o auxílio dos sistemas de gestão empresarial, é possível determinar quais produtos possuem maior peso no orçamento e onde um pequeno corte pode fazer enorme diferença na lucratividade total da empresa.

2- Ferramentas de planejamento

Estar à frente da concorrência envolve uma série de atitudes, mas principalmente um planejamento cuidadoso de gastos e investimentos. Normalmente, sistemas de gestão empresarial possuem uma ferramenta de agenda ou de projeção de dados, permitindo que o empresário estabeleça uma meta para uma determinada variável ao longo do tempo.

Por exemplo, o intuito da empresa é substituir um determinado produto por outro em sua matéria-prima, como duas marcas de farinha em uma confeitaria. No lugar de fazer uma transição completa, são comprados lotes diferentes ao longo do tempo e, a cada período, é avaliado o número de vendas. Se o faturamento cair, é sinal de que o público não recebeu bem esta mudança.

3- Dados precisos para a tomada de decisão

Por fim, o maior propósito dos sistemas de gestão empresarial é oferecer aos gestores todos os dados necessários para otimizar o processo de compras. Entradas, vendas, estoque, produtos mais consumidos, margens de lucro entre outras informações. Quanto maior for a precisão destes dados, maior será a assertividade das decisões tomadas pela diretoria.

Agora você entende melhor a importância dos sistemas de gestão empresarial para o setor de compras. O que tem feito em sua companhia para melhorar a gestão dessa área? Aproveite e aprenda ainda mais com nossas dicas para avaliar o orçamento de compras!