Entenda as funções da embalagem muito além de proteger o produto

Tempo de leitura: 3 minutos

Foi-se o tempo em que as embalagens serviam apenas para proteger, conter e viabilizar o transporte de produtos. Claro que essas funções ainda são extremamente importantes e fundamentais para manter a qualidade das mercadorias. Mas você já parou para pensar sobre a importância da boa aparência para os consumidores?

Uma pesquisa da Confederação Nacional das Indústrias mostrou que 75% das empresas que investiram em design tiveram um aumento nas vendas de seus produtos. E nenhuma delas registrou queda na venda após melhorar a aparência de suas mercadorias.

Ou seja, as embalagens são importantes tanto para o consumidor quanto para a indústria de bens e consumo e para o varejo. Então, no post de hoje, vamos às principais funções da embalagem para além da proteção de produtos!

Faz a conexão entre o consumidor e a marca

A forma como um produto se apresenta ao mercado é uma das principais maneiras de se comunicar com possíveis consumidores. É por meio desse primeiro contato visual que o possível cliente se informa sobre o produto, o reconhece e decide comprá-lo.

Além da aparência, o consumidor também se atenta às funcionalidades e à praticidade da embalagem. Facilidade de uso, conveniência, segurança e conforto são sempre levados em consideração na hora de uma pessoa escolher determinado produto em relação a outros.

Torna o produto mais competitivo

Hoje em dia, é comum cada produto ter, pelo menos, mais dois concorrentes diretos. É possível que tais concorrentes tenham preços próximos, mesmo desempenho e mesmas características. Então, resta à embalagem se tornar um diferencial.

É a embalagem que vai atrair o potencial consumidor, estabelecendo, inclusive, um contato emocional com ele. Por isso, a importância da embalagem de chamar atenção no meio de vários outros produtos com características semelhantes. E isso, sobretudo, no caso da indústria de bens e consumo.

Agrega valor à marca

A embalagem pode ser considerada uma materialização da marca no mercado e também pode ser um fator de fidelização do cliente. Por isso, ela deve ser condizente com o produto que oferece.

Principalmente no caso do varejo, a embalagem deve expressar e refletir o padrão de qualidade e os valores e os conceitos dos produtos. Ou seja, não adianta um produto de qualidade se a embalagem não reforçar ou for coerente com isso.

Além disso, no caso do varejo, principalmente, toda a logística de transporte e distribuição dos produtos nos pontos de venda deve ser pensada na hora de definir a embalagem.

Durabilidade e resistência sempre devem ser levados em consideração para que a embalagem agregue, de fato, valor à marca e não chegue danificada aos pontos de venda.

Como explorar as funções da embalagem

Já deu para perceber que usar a criatividade é fundamental na criação das embalagens, não é mesmo? Mas para ter certeza de que sua embalagem fará sucesso entre os clientes, é preciso tomar algumas atitudes:

  • Faça pesquisas de opinião para saber se sua embalagem agrada seu público consumidor, antes de lançá-la no mercado;

  • Não crie uma embalagem com excesso de informação;

  • Deixe claro os valores e conceitos dos produtos também nas embalagens;

  • Faça embalagens comemorativas e em casos de promoções especiais;

  • Siga a legislação sobre as embalagens. Há padronização que devem ser respeitadas, como informações de quantidade e composição dos produtos.

Oferecer bons produtos e explorar as funções da embalagem já são importantes passos para conquistar e fidelizar clientes e, é claro, aumentar as vendas. Mas é preciso também evitar erros na gestão de compras. Leia o nosso post sobre o assunto e siga as nossas dicas para otimizar suas vendas!