A importância da gestão de pessoas na sua empresa

Tempo de leitura: 3 minutos

Toda empresa é formada por seus diversos tipos de recursos: humanos, financeiros e materiais. A gestão destes recursos tem mudado muito ao longo dos anos, reflexo de um mercado muito mais competitivo e de clientes cada vez mais exigentes e seletivos.

Essas mudanças referem-se, principalmente, ao modo de lidar com o capital humano das organizações, ou melhor, com os colaboradores que trabalham diariamente para que a grande máquina chamada organização possa funcionar. Confira a seguir por que a gestão de pessoas é tão importante!

A evolução das empresas

As novas tecnologias têm derrubado fronteiras, trouxeram mais acessibilidade e poder de escolha aos consumidores. Hoje, é possível comprar qualquer coisa, em qualquer lugar do mundo com um simples clique.

A partir do momento que estas fronteiras deixaram de existir, as empresas passaram a buscar vantagens que lhes trouxessem um diferencial competitivo em relação aos seus concorrentes. Esse diferencial, muitas vezes, foi encontrado dentro de sua própria empresa, através dos seus colaboradores.

Com isso, ao longo dos anos, a gestão de pessoas deixou de ser apenas operacional e burocrática, passando a ser estratégica e indispensável para que a empresa possa alcançar seus objetivos no mercado. Dessa forma, se antes pessoas eram vistas apenas como simples ferramentas de trabalho, hoje, são enxergadas como um grande diferencial competitivo.

A importância da gestão de pessoas

Do mais simples operário ao mais alto executivo, todos possuem um papel significante para que a organização possa funcionar. Por melhores que sejam as máquinas e softwares de uma empresa, nenhuma tecnologia no mundo seria capaz de substituir o papel e a relevância que as pessoas assumem. São os funcionários que fazem acontecer, são eles que tornam sonhos realidade, o alcance de metas em algo possível e real.

Além de tudo, é importante lembrar que todos os processos dentro de uma empresa giram em torno de pessoas. A análise, criação, planejamento, implementação, desenvolvimento, venda e pós-venda, de produtos e serviços, absolutamente todas as atividades, por mais sofisticadas que sejam, envolvem e dependem de pessoas para seu controle e execução.

Uma pesquisa feita pela corporação Rockfeller, de Pittsburgh, e publicada no Brasil pela Exame.com, afirma que 68% dos clientes que deixam uma empresa, fazem isso pela indiferença com que são tratados. Quando falamos em “ser tratado com indiferença”, estamos falando em atendimento, ou melhor, mau atendimento. Então 68% dos clientes deixam a empresa pelo mau atendimento, por se sentirem como um “cliente qualquer”. Deixam a empresa, pois foram atendidos de modo inadequado pelos funcionários.

A valorização das pessoas dentro de uma organização

A gestão de pessoas é uma tarefa cada vez mais valorizada dentro das organizações, independente do seu tamanho e segmento de atuação. Aliás, que fique bem claro, essa tarefa não é de responsabilidade exclusiva do departamento de RH, mas de todos os líderes e gestores de uma empresa.

Com a valorização dos recursos humanos, novos métodos foram desenvolvidos, novas ferramentas adotadas e novas práticas incorporadas à gestão de pessoas. Atualmente, é possível falar em atração e retenção de talentos, desenvolvimento de equipes de alta performance, integração de novos funcionários, coaching profissional e programação neurolinguística, benefícios e salários competitivos com os demais no mercado de trabalho.

Mas não basta falar, é preciso reconhecer, com ações, a importância das pessoas no dia a dia da empresa e recompensá-las pelo êxito em suas atividades.

E para você, qual a importância de fazer uma gestão de pessoas eficiente? Como a sua empresa tem trabalhado isso? Deixe o seu comentário e enriqueça este conteúdo!

2 Comentários

  1. Alana Rodrigues

    Será que compensa terceirizar alguém para essa área ou é melhor contratar mesmo?
    To iniciando uma empresa de assessoria e cerimonial para casamentos, preciso de uma equipe bem treinada, motivada, etc…

    Responder
    1. SulPrint

      Obrigado pelo seu comentário Alana! Esta decisão é sua, o importante é fazer uma avaliação minuciosa sobre os custos que envolvem o seu negócio e um Planejamento Estratégico, onde você vai identificar seus pontos fortes e fracos, as oportunidades e ameaças existentes no mercado. Assim como vai poder avaliar a concorrência, inclusive no quesito “atendimento”. Cuidado para não criar uma estrutura muito pesada de início, lembre-se que gestão de pessoas todos podem aprender, ou seja, talvez no início você seja a pessoa mais indicada para motivar a sua equipe, seja ela interna ou terceirizada!

      Responder

Deixe uma resposta para Alana Rodrigues Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *